Nó Cego e Bengala de Cego

domingo, 30 de novembro de 2008

Bora...bora..oh...oh...


Bora...bora...oh..oh..
Oh Cridê!... fala pra mãe
Que a televisão me deixou burro demais
Eu pensei que a coisa era toda uma bela brincadeira
E tentei me enveredar por caminhos desta natureza
Mas, não foi nada daquilo que eu pensei
Fui de fracasso em fracasso,encabulei
Oh Cridê ..fala pra mãe.

Eu bem que tentei, sou um menino dedicado
Vou ter que pagar o pato agora até pelo que não fiz
Sem dizer que agora terei minha última chance
Num canal que é da elite onde operário não tem vez
É porque sou hypado e só mereço o máximo
Oh Cridê fala pra mãe.

A idosas não quero mais agora só penso nas jovens
E pra eles vou me apresentar e prometo caprichar
Com certeza conquista-las e anular a rejeição
Que de fato nunca houve foi boato da oposição
Continuo querido e meus atos aprovados
Toleram até o fato de impropérios falar
Acham que como falo as palavras ganham charme
E ainda mais agora que os trava-linguas treinei
Aprendi concordância e frases sei montar sem errar
Foi tanto que estudei e me preparei que vou arrebentar
O sucesso vou alcançar e akele passado feio vou de uma vez deletar.
Tenho um público seleto com poder aquisitivo e que tudo pode comprar
Volto a ser propagandista e na certa vou vender de iates à havaianas
Oh, Cridê... fala pra mãe......

Bora bora é a hora ..é agora.. é tudo ou nada...podes crer
Ela que se prepare que pra casa vou voltar
com mais tutu no bolso, que é pra mor de poder gastar
E aquela Brasilia amarela no Natal ela vai ganhar

Por:Nó&Bengala

sábado, 29 de novembro de 2008

Mudança

sonhei um sonho sonhado
muitas vezes até acordado
que a chuva era abundante
e os açudes de tanto em tanto
a todo o povo atendia
e com a água em abundância
plantando tudo crescia
era um colorido lindo
tinha cor pra todo gosto
e comida pra todo o povo
era só erguer o braço
e do pé recolher
pra "mordes" aki comer
não tinha mais menino magro
até já nasciam parrudinhos
e a tal da mortalidade
nem mais dela se ouvia
os nascidos aki ficavam
ninguém mais se despedia
as cartas se tornaram raras
e no correio até se dormia
e claro que com a fartura
veio a tal da bonança
sobrava penicilina
vacinas e outras drogas
que a vida prolongava
e bem estar trazia
êita sonho mais que bom
me sentia no paraíso
dos políticos nem te falo
eram só os dedicados
e da população cuidavam
queriam ver todos sorrindo
importaram um tal dotô
que era um milagreiro
dos dentes das crianças cuidava
e sei lá o que usava
que nunca mais caiam
e dos adultos então
cada um com o seu sorriso
guardavam a noite no copo
mas ostentavam de dia
enfim era uma beleza
foi então que despertei
com um galo que não existia
tomei o café que não tinha
comi o pão que imaginei
peguei uma trouxa maltrapilha
fui ao encontro da esperança
em cima de um caminhão
eu e nem sei qtos mais
gente feia e sofrida
empuleirada como dava
viajamos com esperança
essa que nos faz viver
de que em outras terras
têm akilo pra nós viver

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Ré dá quem quer...



Ré no quibe não dou não
há quem dê e até goste
como nada tenho a ver
respeito tal opção
cada um dá que é seu!
Qto à nossa utilidade
nada tenho a declarar
nunca foi nossa intenção
ditar normas ou conduzir
os destinos dá nação .
Aki se brinca e só
azar seu que leva a sério.
Qto a enquete não aprendemos
somos lentas e limitadas
mas não se preocupe não
não vá azedar o seu quibe
ou criar rugas no carão
devagar vamos aprender
quem sabe em 2020
a gente até já consiga
o enunciado formar!
Não se finja de cega não
dá trabalho e indigestão
fechar os olhos pras merdas
que pessoas como vc falam!
Ai como cansa a beleza
é claro a que não tenho
pois sou do time de canhões!
Qto a sua presença aki
vamos um trato elaborar
vc finge que não existimos
e poupa seu fígado amargo
dessa ira despejada
que não nos fere ou atinge
mas pobre do seu esófago
que ficou contaminado
com tanta merda que expeliu
e ainda vai ser difícil de limpar!
Qtas as outras indagações
desculpe mas sou sem noção
e nem sequer tomei atenção
e só pra concluir
ao estilo dos ceguetas
fica lá no seu quadrado
de a ré como quiser
e claro com quem quiser
e se não fui clara o suficiente
vai aki bem explicado
vai cuidar lá do seu ku!
que aqui eu cuido do meu!

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Separação


Ser novo ou ser velho
Não tem como distinguir
Na hora da verdade
Dói da mesma forma
Para o experiente ou novato
Amargar um fim de caso
É sempre muito estressado
Mesmo que não se ame mais
Nunca se está preparado
Para terminar uma relação
É sempre muito doido
Faz você se sentir um menino
A procura de um abrigo
Ou sei lá aquele amigo
E chorares por um final
Porque mesmo não querendo
É uma relação que esta se rompendo
E seus laços ainda estão entranhados
Seus sentimentos enraizados
Como numa mata nativa
Cheio de galhos e raízes
Quando estão sendo podados
Sempre fica um pouco de sua seiva
E também fica um buraco,
Feito a falta de um pedaço
Que um dia já foi seu!

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Navio pirata


sou papagaio de pirata
berro e grito palavrões
mas também falo verdades
goste você ou não
saiba que o feio não existe
só há o belo na natureza
se vc só notou canhões
com tanta beleza a bordo
é que sua alma esta amarga
até mesmo os canhões são belos
e têm lá sua magia
mas os seus olhos mesquinhos
não conseguem enxergar
como é belo um navio pirata
o feio vem lá de dentro
e é vc que o projeta
que com a sua estupidez
não consegue ver o belo
que existe em cada ser
não é o belo como vc entende
porque o seu está contaminado
o belo independe de vc
e se isso vc não entende
sinto muito ...vai se floder !







terça-feira, 25 de novembro de 2008

Meu outro eu


Sempre fui uma pessoa bem equilibrada, aparentemente
Mas tem horas que minha adrenalina sobe
Não precisa de muita coisa não
Basta dar um escorregão
E lá vem meu outro eu, com um belo cuturnão
Ele, o outro eu, não gosta muito de ser desafiado
Muito menos, ser humilhado ou servir de gozação
Ele vira um gigante que nem eu sei da sua força
Perde a cabeça na hora, vira a mesa e mostra suas garras
Enquanto eu, temo qualquer revanche
Meu outro eu, não tem medo das consequências
Ele não mede os riscos, muito menos o sacrifício
Parte pra luta tal qual um leão
E se ferirem a sua cria não há quem segure não
Existe uma linha tênue que nos separa e nos une
Vive sempre esticada mas sem perigo de arrebentar
De um lado a razão do outro pura emoção
E no desiquilibrio sempre quem ganha é a emoção
E aí meus caros amigos, saio distribuindo safanões.

Por: Nó&Bengala

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

HUUM !....HUUUM!!...HUUUUM!

Photobucket



há quem nasça para sofrer
e outros pra serem felizes
eu me encaixava aí
nasci bem e bem criado
recebi tudo que devia
nutrido e bem assistido
fiquei forte e encorpado
preparado pra cumprir
o destino já traçado
pela minha natureza
nada acontecia ao acaso
seguia o meu ciclo na boa
a natureza correspondia
e cada etapa prevista
avançava sem tropeços
muitos menos embaraços
era de fato um sortudo
e com isso vivia animado
mas eis que esbarrei
com um imprevisto atroz
que se tornou um empecilho
e que me fez empacar
começou o meu tormento
e inerte fiquei em sofrimento
não conseguia me deslocar
nem pra frente e nem pra traz
no início me conformei
era uma questão de tempo
isso logo, logo se resolvia
esperava alguma ajuda
chá, pílula ou supositório
mas o tempo foi passando
horas e horas agonizei
comecei a me sentir aflito,
abafado e oprimido
e me deslocar tentei
foi em vão não consegui
era como se ali uma parede impedia
pensei em recuar
foi qdo percebi algo atrás
e a cada tempo passado
me sentia mais apertado
espremido e sufocado
desesperado gritei
saiu um som estranho
mais pareciam gases
que por tubos se esvaiam
rememorei meu último atos
aonde foi que eu errara?
de fato tudo ocorreu normal
fui triturado e engolido
pela digestão passei
mas foi na porra do intestino
aonde fiquei preso e encalhei

domingo, 23 de novembro de 2008

Nós os patos cafajestes

o epa! epa!... pata errada.
mas enqto as certas não vêem
vamos nos divertir com a erradas
as certa são pra casar
de preferência donzelas
ou com pouca experiência
que não tenha tido acesso
a patos e as baladas
nós os patos cafajestes
as reconhecemos bem
tem que ser de boa linhagem
pata nada misturada
que não frequente baladas
beber com moderação
se for prendada rapaz
é tudo que me satisfaz
e que se contente em viver
na lagoa a me esperar
e de nossos patinhos cuidar
enqto exploro o mundo
ela resignada torce p/ eu voltar
e qdo chego atrasado e da farra cansado
ela me põe pra descansar
feliz só como uma pata
por ter pra casa retornado
pra mais filhos eu lhe dar.

Por: Bengala de Cego

sábado, 22 de novembro de 2008

Pequeno relato sobre reunião do DCPL


Gente, já estava sabendo deste encontro no DCPL e não estava muito empolgada para ir, mas acho que algo aconteceu hoje . O Thiago do Sirizão postou no nosso halos desejando um bom dia.Fui ao Sirizão para retribuir a atenção . Lá alguém perguntou se eu iria ao encontro . Respondi que não sabia o endereço , e confesso fiquei com vontade de ir sim.
A Vanusa, gentilmente, se prontificou por e-mail passar o endereço. Eu me arrumei correndo, peguei um taxi , sai de casa já passava das 14:00hs, e consegui chegar antes da Iris.
O pessoal estava muito animado e eu me sentindo um peixe fora d'água, mas encarei de frente e fui me apresentado a todos .E fui muito bem aceita, em pouco tempo já estava enturmada. Conheci um montão de gente , que agora não vou lembrar dos nomes. Preciso me restabelecer de todo shopp que tomei para depois rever as fotos e tentar lembrar.
A comida estava ótima, foram servidos: salada, inhoque e a sobremesa divina browne com sorvete.
Não sei se estavam lá mexicanas ou hebes...o que senti é que eram pessoas brincando , rindo e que querem muito bem a Siri e torcem por ela....
No final da festa, vim de carona com a Sueli boicotando sim, seu filho Ivan, e Olivia Palito, gente muito boa, adorei conhecer todos.
Agradeço muito a Susan e a turma do DCPL que nos proporcionou este encontro tão maravilhoso, adorei conhece-los pessoalmente.

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Meninas do meu Brasil Varonil

Meninas do meu Brasil varonil
Quero aqui neste momento
Falar com todo meu sentimento
De tudo que vem acontecendo
Com a madonas que acham que são menininhas
E se metem em cada armadilha
Que nem parece que são minhas titias
É cada uma que vejo
Que até me dá um pouco de desprezo
Não sei se as tias fazem isto por zelo
Ou se acham que comprando um homem
Fica mais barato a conta dos desejos
Ou elas acham que amor se compra com dinheiro
Os caras não estão nem ai para elas
Na hora fazem o que for para agradá-las
Mas pelas costas são ótimos para desmoraliza-las
E não vem com esta história que amor não tem idade
Que isto só serve de desculpa para quem esta nesta vida
Acho mesmo que elas não conseguem
Achar alguém para tamanha empáfia
Sim porque elas se acham as poderosas
Não tem espelho em casa
Mas não sou ninguém para julga-las
Os fatos estão ai para quem quiser ver
Posso estar muito enganado em falar isto a vocês
Mas me parece meio óbvio que isto possa acontecer
Para alguém que não quer aceitar
Sua idade e com os seus iguais se relacionar
Procuram em outros mais novos
A juventude perdida no tempo
Mas o tempo se encarrega de mostrar-lhes
Que esta receita esta longe de ser a perfeita
E com isto vão levando tombos e tombos
E aprendendo do modo mais longo
Que existem pessoas que não tem nenhum escrúpulo
Que vivem das madonas que gostam de um brotinho.

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Freadas



cuecas brancas freadas
não faça cara de nojo
e muito menos de espanto
não há quem nunca viu
ou dela seja o autor
tal qual o caminhão
fechado na encruzilhada
não tem como escapar
da inevitável freada
e no chão deixa a marca
o mesmo ocorre com alguém
que come uma feijoada
abusa do condimento
e por mais que evita
o feijão produz um gás
que dependendo do tanto
se move , gira e entra em luta
precisa do recinto sair
e vc vai se sentindo
cada vez mais agoniado
e o danado não desiste
numa ultima tentativa
de no corpo o segurar
até alcançar o lugar
lugar própria pra despejar
vc contai o seu ânus
fica com ele apertadinho
vê-se no seu rosto o esforço
cara toda contraída e amarelada
mas o danado é mais forte
e acaba escapulindo
e se vc não relaxar
ainda sai cantando
então e melhor relaxar
e ver o que vai dar
mas uma coisa é certeza
além do cheiro que condena
tem a tal freada ingrata
na cueca tatuada


Por:Bengala de Cego

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Irmandade dos Patos

convocação
patos ...atenção
vamos nos unir
para garantir perpetuação
dos nossos valores questionados
e até mesmo ridicularizados
pela mídia e pela nação
querem nossos direito tirar
e se não houver união
vamos perder um montão
penso em uma agregação
um irmandade sigilosa
com elementos escolhidos
a dedos ..ops a patas se for preciso
que preserve nossas crenças
e perpetue nossas lendas
para dela participar
proponho uma iniciação
e a primeira condição
tem que ser provada
é, em alguma pata
ter dado umas porradas
se saiu na midia então
admito de cara o patão
pode substituir por B.O.
ou foto da agressão
que ficará nos anais
da nossa instituição
e qdo indagado por quê
rápido e sem titubear
ela fez por merecer
deve se julgar bonitão
e portador de sexapil
tipo Marcelo e Alemão
pode ser surfista ou não
não precisa trabalhar
e nem gostar da labuta
mas que tenha uma pata que o faça
e que garanta pra ele a mesada
e a contribuição para nossa associação.

Por:Bengala de Cego

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Escambo.

em tempo de bundas e bandos
bandos sim , de mulheres virgens
ou das que assumen o lesbianismo
nunca se viu tantas assumindo
tanto um como o outro
até Carolina Miranda,
sobrinha postiça da Gretchen
prima emprestada da Tammy
com 22 anos jurava de pés juntos
que era moça virgem ,donzela
e que perdeu sua virgindade
em troca de uns tostões
parece que a vendeu bem
me lembrei das cafetinas
dos romances de Amado
aonde coronéis endinheirado
compravam a vez e o prazer
de mocinhas palpérrimas desflorar
e por incrível que pareça
entregues até pelas familias
pra da fome se safarem
tempo passa e tudo avança
mas o valor do himem
permanece em alta
e ainda usado para o escambo
não mais pelo sustento
hoje é moeda de troca
por carro , apto
e até só para a promoção
entrar para o mundo da tv
ou virar celebridade!

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Língua para dar e vender


Queria muito entender
O que fazer com essa língua
Ensopada ou assada
Quem sabe até recheada
Pode ser até que tenha sentido
Alguém mostra-la ao Deus dará
Isto sim é coisa que me intriga
O que quer dizer com este ato ?
Que não está nem ai para o pato
Que tem a língua boa para o ato
Ou que não esta nem ai para o fato
São várias maneiras de se expressar
Talvez seja a forma que muitos tem
De mostrar o sinal da sua tribo ou algo assim
Vai saber, isto tudo está bem longe de mim
Eu só falo do fato e do ato
Não acho este gesto nada bonito
Somente alguém que não sabe o sentido
Das palavras faladas e com isto demonstra
Que apesar da aparência ainda é um menino
Este gesto é uma fase de criança mimada
Que não sabe o que fazer com sua língua
Mas depois de certa idade
Já não faz o mesmo sentido
Te-la sempre pra fora
Expondo os seus caninos
Tal qual lobo enfurecido.

Nó&Bengala

domingo, 16 de novembro de 2008

Amor maduro



Como posso falar contigo
Se nem eu sei o que tenho
Os sentimentos são confusos
As vezes me pego no escuro
Viajando em meus pensamentos
São fases da minha vida
Que é melhor eu me calar
Porque posso as vezes até machucar
Quem gosta de mim
Não sei exatamente o que quero
Me pego por vezes suspirando por algo
Que na verdade não é nada concreto
São imagens e fantasias do mundo dos sonhos
Coisas por vezes absurdas
Mas na verdade o que eu queria te dizer
É que apesar de estar meio afastado de você
Eu te tenho como meu bem querer
Gosto de estar em sua companhia
Sinto a sua falta quando fica longe de mim
Adoro os seus beijinhos de chegada e despedida
Tenho respeito e admiração e por que não dizer amor
Sim um amor maduro e consciênte
Daqueles que poucos sentem
Só mesmo quem passou tanto tempo junto
Sabe exatamente do que estou falando
Não quero que se preocupe
Meus caminhos são ao seu lado
Mas as vezes fico afastado
Meio a frente , meio de lado
Para organizar os pensamentos
Para voltar ao mundo verdadeiro
Como um guerreiro que se recolhe
Para se recuperar de seus ferimentos
Estive em combate por muito tempo
Preciso agora revigorar minhas forças
E novamente um outro dia
Poder batalhar e as guerras ganhar.

sábado, 15 de novembro de 2008

Fernanda eu não sou Gay




que vida infeliz a minha
depois de muito gramar
arranjo uma coroa rica
e dou um jeito de me arrumar
casar até de papel passado
para a minha garantia
prometo fidelidade
faço tudo direitinho
acerto a minha vida
e da minha mãe também
saímos de Nilopólis
e entre os bacanas fomos morar
fiz merda logo de cara
com a patroa me ajeitei
não deu certo com o emprego
embora desempregado
mas na rua não fiquei
tinha moto e uma mesada
e tempo livre para passear
êita vidão alcançado
mas existe gente ruim
que não pode ver o outro feliz
só porque uma amante arrumei
menina de pouca idade
mas que na lábia me levou
questionou a minha masculinidade
e eu, um ingênuo casado
precisei provar q/ era macho
não queria ser difamado
deixei pela tentação me levar
e cai na esparrela
de com a Fernanda me enrolar
ela moça vivida do alto dos 24 anos
devia ter tudo arquitetado
e com o meu casamento acabou
e ainda a má intencionada
de agressor me acusou
que culpa tenho eu
de que ela e seu rosto
na minha mão tropeçou
perdeu o equilíbrio
e no chão se espatifou
e ainda a socorri
pensando estar desacordada
uns tapas lhe dei no rosto
pra que voltasse a respirar
depois disso tudo a ingrata
ainda me acusa de a maltratar
como eu sofro meus amigos
e eu só tenho 36 aninhos

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Hebe é mais Hebe!


Hebe... é mais Hebe
mulher vivida esperta
cometeu uma indelicadeza
ao emitir a opinião
sobre mulheres mais velhas
que se casam com meninão
la do alto da sua idade
foi logo escancarando
não acredito nesse amor não
e vou mais longe ainda
olhem só essas mocinhas
casando com cinquentões
alguns gordos e barrigudos
não me parece amor não
mas respeito a opção
e também acredito na exceção
mas juro que as acho raras
e ainda como agravante
vem a diferença cultural
nada haver com escolaridade
mas fruto de educação
que resulta do ambiente
das experiência vividas
e da índole também!

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

O Papa é católico!



Longe de mim fazer gozação com Vossa Santidade
Eu particularmente o acho um grande homem
Capaz de liderar e comandar multidões
Falar que ele é católico é redundante
Tudo bem que o moçoilo estava bem cru
Quando esta entrevista foi feita
Ali se via um rapaz inseguro
Desdizendo o que pregava na casa
Mas para quem chamava outra pessoa de porta
Falar uma coisa desta é bem imbecil
Tá certo qualquer um pode errar
Mas falar que o Papa é católico
Pode até ocorrer..por um lapso ou distração
Mas assim que isso escuta cai a ficha
E segue logo uma correção
Ou então uma brincadeira
Gozação quase imediata
sobre a asneira proferida.
Faltou essa reação e firmeza.
Rir e brincar com os seus gafes
é prova de inteligência.
Qdo indagado se gostava de ler
Seu sim não foi convincente
E qto ao numero de obras lidas
pela idade e forma de vida se justifica
mas faltou essa ressalva
E não se explique com a timidez
Qto a morar juntos a história se inverteu
Na casa ele queria com a porta morar
Já na entrevista jogou a decisão para ela
Ele iria se fixar e se ela quisesse
com ele poderia morar....
Tudo o dito levou a quê
Marília mulher vivida
E sem papas na língua
Disse a quem quisesse ouvir

Que o considerava uma bela roubada!

nó&bengala

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

A queda de um sedutor


Eu era um pato invocado
Direi...até invejado
Andava prá lá e pra cá
Prás muié provocá
Todo arrogante
Com minha plumagem elegante
Era de fato gabola
com cuequinha branca
e barriguinha de fora
O diretor afirmava:
Pato, é o querido do Brasil!
E ainda me alertava:
Mande as feias
Pra p...a que pariu!
Sai do BBB cheio de prosa
Tchau caipira
Você conspira
Contra minha imagem vitoriosa
Com meu queixo imponente
Tinha certeza, absolutamente
Que não ficaria carente!
Com meus dentes alaranjados
Fui direto aos alvos sonhados
As mulheres mais bonitas
Do país Camilas, Grazzis,Taís,
E também as mais bacanas:
Carolinas, Ana Paulas, Marianas
Mas tudo tem um fim...
Aí de mim!
Só consegui...as mexicanas!!!


Por: Arrudão

terça-feira, 11 de novembro de 2008

O menor conto de fadas do mundo

(O OUTRO LADO DA HISTÓRIA)

Era uma vez uma linda moça que perguntou a um lindo rapaz:

- Você quer casar comigo? Ele respondeu:

- NÃO!!!!


E a moça viveu feliz para sempre, foi viajar, vivia fazendo compras, conheceu muuuuitos outros rapazes, visitou muitos lugares, foi morar na praia, trocou de carro, redecorou sua casa, sempre estava sorrindo e de bom humor, pois não tinha sogra, não tinha que lavar, passar, nunca lhe faltava nada, bebia champanhe com as amigas sempre que estava com vontade e ninguém mandava nela.


O rapaz ficou barrigudo, careca, o pinto caiu, a bunda murchou, ficou sozinho e pobre, pois nenhum homem constrói algo sem uma MULHER.



FIM.


autor desconhecido

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Tem uso?


Acabo com a sua raça rapaz
Amanhã é outro dia
Só o tempo vai dizer
Se você foi quem usou
Ou se foi de fato usado
E tudo isso ocorreu
Numa festa televisionada
Onde a menina em flor
Ou será uma flor de menina
Aquela da tatoo de repolho
Que se dizia liberada
Partiu pra cima do moço
Foi um tal de esfrega,esfrega
Sem pudor e sem respeito
Para quem quisesse olhar
Hoje penso que ali rolou
Tesão com exibicionismo
Não consigo acreditar
Que dessa forma que agia
Não pode ser um hábito
Que a menina adquiriu
De se jogar e se amassar
Com o par que a atrai
Dessa forma na balada
Como diz a" la do tedouumdado"
Isso é pura putaria
E se danificou o moço
Impedindo do pinto o uso
Ele que peça ressarcimento
Mas que na hora se empolgou
Isso é fato comprovado
Não há como negar
Porque está tudo gravado
E a onda não segurou
Se sentiu o garanhão
E seu ego é claro inflou
Agora não adianta chorar não!
Nó& Bengala

domingo, 9 de novembro de 2008

Bebê melancia,



eu sabia , alguma coisa me dizia
provávelmente o meu sentido
aquele ,o sexto próprio das mulheres
que essa hitória de frutas ia dar merda
até o Tico Santa Cruz no seu blog alertou
e a Fernandinha confirmou.
Em tempo de estudo da genética
pesquisas com DNA e células tronco
algum cientista louco por bundas pirou
deslumbrou a possibilidade
de termos bebês-melancia gerados
e de seu vislumbre nasceram
os pobres pimpolhos predestinados
obrigados a carregarem pela vida
sem escolha ou opção
um baita de um bundão
Já tivemos os baby boom
nascidos após a guerra
e a história se repete
estamos tendo um boom de frutinhas
divserão bebês melancia,melão,
morango e até jaca...
bundas grande mas muito amados
E se não derem um brecada
trocaremos nossas creches
por hortas e feiras populares
para ali ficarem expostos
bebês para todos os gostos
ate´que nova moda surja
que alguém crie algo melhor
para substituir as tais frutas
e que caia no gosto popular

nó & bengala

sábado, 8 de novembro de 2008

Dois ou três de mim por favor.


Sabe quando tudo começa a dar errado na sua vida
Você fica desempregado, sem assistência médica
Sem dinheiro, sem dignidade e sem fé
Todas as doenças te assolam
As coisas em sua casa começam a quebrar
O pai fica doente, o filho o marido.....
Meus Deus da vontade de sumir para os quintos.....
Você já sentiu que tudo está desmoronando em sua vida
Que as coisas por mais que você tente
Não consegue chegar a lugar nenhum
Seu corpo dói, dói feito uma surra de cinta
Sua cabeça roda feito roda gigante
Já sei, é hora daquele milagreiro entrar em ação
Você pode acha-los nas melhores drogarias do ramo
Ou quem sabe nas Organizações Tabajara
Será que já inventaram um outro de mim?
Aquele que consegue tudo que suporta tudo
Um clone que está levando pancada de um lado
Mas está sorrindo e cantando do outro
Aquele que conduz e ainda eleva-se em luz
Please....pode me mandar dois por favor
Só para o caso de primeiro falhar
Não gosto de deixar ninguém na mão
Principalmente euzinho.....
Será que é uma conspiração dos patolinos
Que vieram para assolar o lar dos meninos ceguinhos
Caso isso se reverta prometo cumprir um trato
Peço licença à turma da Patoterapia
Construo uma lagoa no halos
E a denominarei lagoa do loirão!!


Nó&Bengala

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Fotogênicos

Eles os patos são muito bonitos
Sua plumagem macia
Brancas e límpidas
Formam um conjunto até que completo
Não fossem seu pés tão feinhos
Mas como nada é perfeito
Patos ignoram as patas
Mas não falo da pata- fêmea
Porque esse é seu fraco
Não dá para desprezar uma pata
Principalmente "franguinha"
Aquelas de tenra idade
Com a carne durinha
Um bumbum arrebitado
E aquele andar rebolativo
Tudo isso combinado
Quem vai pensar em patas?
Faz como a Raimunda...
que embora feia de cara
é muito boa de bunda!

Nó&Bengala

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

vamos rir!



quero voltar a sorrir
e a piadas publicar
se não forem piadas
pelo menos textos hilários
que tirem uma gargalhada
ou até só um sorriso
ou mesmo um ar de riso
mas que despertem alegria.
socorro! mandem figuras
de preferências engraçadas
que nos despertem idéias
que não sejam das mais sérias
mas que nos façam rir
e bobagens escrever
porque de séria já basta a vida
o dia a dia de cada um
as porradas que se leva
e há ainda as contas a pagar
que nos tiram a alegria
e delas não há como escapar...

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Normal



E a vida volta ao seu normal.....

Quem estuda, voltou a estudar

Quem trabalha voltou a produzir

Quem esqueceu da sua vida

E pensou que não resistiria

Voltar a sua vida normal...

Por ela ser tão banal e sem graça

Da vida de outro se encarregou....

De cuidar dia e noite, tudo fora do normal

E agora caindo na real

Vê que sua vida não é assim tão banal

Que existem amigos e coisas e tal

A serem feitos e reconstruídos

Após um período de estagnação total

Descobrimos após longo período

Que não vale a pena ser tão radical

Tudo tem o seu meio termo

Tudo volta um dia ao seu normal.... afinal !

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Bexigas

Tenho medo da explosão
acredito que se estourarem
devem voar pelos ares
pirulitos, carrinhos,
chicletes, apitos
e outras lembrancinhas
próprias de festas infantis
acredito que tais balões
só sirvam pra isso então
porque de belo não há nada
só serve para aumentar o lixo
pensem daqui a anos, silicones acumulados
teremos que nos preocupar
onde vamos incinerá-los
e o que isso pode acarretar
com o nosso meio ambiente
ode vir a destruir o planeta
e tal a quantidade colocada
muitas fêmeas vão andar
arrastando os peitos no chão
lembro-me que o ditado fala em bunda
é verdade fala sim
só que há uma competição
e possivelmente equilibrada
enqto no sul abundam bundas
lá no norte sobram peitos
e dessa forma caminha
a América dos sonhos!
qual será próxima moda?
que não cresçam tanto os beiços
porque tanto desequilíbrio
não dá certo e não tem jeito!

nó&bengala

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Festa da pesada



levei Nó pra Week
crente que iria encontrar
umas damas não caseiras
daquelas muito dadas
com vestido de oncinha
meias tipo arrastão
pra arrastar o Nó
lá pro canto do salão
afastado da multidão
e uns amassos ali rolar
mas o cegueta nada bobo
de cara estranhou o odor
ficou tenso e preocupado
sentia um roçar estranho
não eram peles macias
e o cheiro era de macho
ombros largos e projetados
não sentia peitos fofos
e mesmo embiritado
me chamou de lado
e perguntou aonde estava
e do que era o quadrado
me senti obrigado
a narrar o que ali via
eram homens apessoados
perfumados e amigos
todos muito amáveis
não mostravam inibição
eram abraços em profusão
demonstravam muito afeto
Nó que é cego e matreiro
se mostrou desconfiado
embora sem preconceito
aceita todos os sujeitos
foi saindo já de lado
dizendo nada contra
mas dessas fruta não come não
prefiro uma melancia
morango e até melão, até um file aceito
mas que venha com uma xana
pois à beringela sou alérgico!

Nó&Bengala

domingo, 2 de novembro de 2008

Pato na lagoa!

alguns cuidados são óbvios
nada de cabrito na horta
macaco na bananeira
gordo na geladeira
e claro pato na lagoa
não há como evitar
que o penoso ali se jogue
e se ponha a mergulhar
e seu trabalho abandonar
mas tb como pode a grobo
tal maldade aprontar
com tanto lugar no Rio
vai de cara começar a gravar
logo ..logo na lagoa
tem WEEK e outras mais
pra balada deviam mandar
porque pato sempre pato
adora uma pata traçar
mas creio que a natureza
não o deixa evitar
de nas águas se lançar
mesmo que trabalhando
fica difícil não pular
é pura tentação
e maldade para um pato
leva-lo para gravar
na lagoa de Freitas
e não deixa-lo nadar.

sábado, 1 de novembro de 2008

quem puxou essa aí ???


não me de motivo que falo
vc já foi algum vez denegrida,
esculhambada e ofendida
e tudo isso de graça
sem saber bem porquê
e vê seu msn invadido
só por um erro de alguém
que te" puxou" sem pedir
e aos amigos consultar
comigo já ocorreu
entro em casa e constato
que alguém por engano
me deixou online
encontro-me conectada
com pessoas que conheço
embora tenha pouco contato
mas não tenho nada contra
devem ter me aceitado
ou eu as aceitei em um tempo
em que não tinham nada contra
como até hoje não tenho
e qual foi minha surpresa
ao ler uma conversa
curta e sem muitos dados
mas que uma pergunta pra outra:
quem puxou essa aí??

livefyre

JOGUINHO DAS BOLINHAS

Para se cadastrar no shoutbox

Esta é a URL no seu shoutbox:
http://NoeBengala.freeshoutbox.net/
Dar este endereço para seus amigos e começar a conversar

Shoutbox