Nó Cego e Bengala de Cego

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

INSPIRAÇÃO




Inspiração, ato ou efeito de inspirar,
Ou ser inspirado por alguma coisa sentida.
É uma sugestão, insinuação que sai do seu interior pulsar
Podendo ser de origem transcendente ou psíquica requerida,
Ou ainda de qualquer desejo de virtude genética
Sobre o ser humano para excitar a produção
E lhe orientar como uma força magnética,
É a marca do talento em sua real demonstração.
Sendo o estro da força inspiradora
Que vem de dentro se transferindo
Para o papel, tela ou outra forma reveladora
O que carrega dentro do seu EU verdadeiramente lindo.
Uma simples paisagem avistada é o despertador
De um pensamento momentâneamente adormecido.
É o desejo de demonstrá-la no real é avassalador
Mantendo o ideal lindamente aquecido.
Quase sempre o desejo inspirador é ela,
A Eva maravilhosa que ELE modelou
Para deixar o Adão acender na vela
A chama do amor que aquele ser despertou.
A inspiração nos leva a agir
Para agradar ao ser amado
Trilhando uma estrada para um porvir
Sabendo que seu objetivo final, não será ofuscado.

Acyr Gomes

sábado, 29 de outubro de 2011

As diversas formas de expressar "Eu te amo".




Se vc pensou em outras línguas
ou através de mímicas ou desenhos
Errou completamente.
Elas existem e durante muito tempo
predominaram e ainda continuam a existir.
Só depende de vc saber lê-las.
Não descendo de famílias quatrocentonas
Para situar as minhas raízes brasileiras
o máximo que posso usar é um centão
Sou neta de emigrantes que aqui aportaram
no começo do século passado.
Fugindo sei lá do quê e trazendo de riqueza
só a maldita esperança , que Nietsch sempre condenou.
E, no bolso a famosa Carta de Chamada
que era para os europeus seu passaporte para enriquecer
Era a única forma de entrar no Brasil
E, aqui enfrentavam qualquer tipo de serviço
Eram pobres mas aqui não passavam fome e nem o frio da terra natal
As mulheres era praticamente meninas, casadas assim que menstruavam
Algumas com 15 anos já com dois ou mais filhos
e, para elas era mais fácil encontrar trabalho
Não estou falando de emprego
Iam ser domésticas em casas abastadas ou de lavadeiras
Já os homens iam fazer bicos no cais ou em caminhões
Isto fez das mulheres arrimos de família
e fez crescer o regime matriarcal.
Poucas eram alfabetizadas mas sofridas e batalhadoras.
E, lavando roupa foram amealhando um dinheirinho e compravam terras
As terras eram mais próximas das praias ,lugar considerado mangue
E, de pouco valor comercial e sem vizinhos
Transformaram Santos num terrenos baldios em que se destacavam varais
E, neles tremulavam , como se fossem bandeiras, as roupas das mais diversas cores e principalmente as brancas alvejadas pelas mãos calejadas
e clareadas pelos raios do Sol.
Dessa forma essas mulheres criaram seus filhos , mandando para a escola . arrumando emprego mas pouco tempo tinham para dar atenção e, carinho e amor.
Eram mulheres incapazes de dar um abraço, não sabiam mostrar seus sentimentos mas eram mães amorosas sim.
E, assim foi minha avó , e depois a minha mãe e eu aprendi como os meus filhos a dizer que os amava , que os achava bonitos e elogiar os seus feitos.
Mas nem por isso fui melhor que a minha mãe ou minha avó que demonstravam que amavam como podiam.
Ir ver a minha avó era na certeza ser recebida com um guaraná , escondido em baixo da pia , para adoçar a boca de seus netos.As vezes ficava lá tanto tempo .pela quantidade que comprava que qdo tomávamos já estava sem gás e meio choca.Se avisasse-mos que íamos , éramos recebidos com nosso prato preferido , uma mesa farta , era a  forma de mostrarem o que nos amava.E, não voltavamos sem um trocadinho no bolso do short , passado sorrateiramente sem que nossos pais percebessem.Era uma cumplicidade .todos os netos entendiam a senha.Em casa contávamos pra os nossos pais que nada tinham contra e não se opunham.Mas a cada domingo ocorrria e encenação.E, desta forma foi criada a minha mãe. Que conseguia abraçar , beijar, elogiar e se emocionar com os netos mas não conseguia ser do mesmo jeito com os filhos. E da mesma forma agia, conseguia dar dinheiro para as crianças sem que nós os pais víssemos e que eles de uma geração mais ousada e esperta apelidavam de "escorregueixo ".Um olhava para a cara do outro e de um em um ela lhes passava o dinheiro ,sem que nós sequer fingissemos  ver.Nós não víamos quando ocorria .Ao sair da casa da vó e entrar no carro tanto os meus filhos como os meus sobrinhos tiravam do bolso uma nota as vezes tinindo de nova , e gritavam hoje teve "escorregueixo".
Ps: em tempo nem o meu pai avô das crianças , ali ao lado dela percebia.


sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Parabéns para Nós aqui ninguém nos cala.....




Hoje ou ontem foi nosso aniversário de 5 anos de blog
Foram muitas as emoções que passamos aqui neste cantinho
Um dia sorriamos no outro chorávamos
Ficamos indignados, enamorados, apaixonados.......
Muitos sentimentos contidos neste pequeno lugar
Onde cada um sentiu algo, mesmo que num certo momento
Tenha sido raiva, ou indignação.
O importante é que ele trouxe para cada um sentimentos
Dos mais nobres aos mais feios
Mas somos humanos e não somos perfeitos
Algumas vezes quis parar com tudo
Noutras quis mudar como agora a cara do blog
Mas nunca quis mudar a identidade dele
Pois é assim que sempre imaginei ter um blog
Onde todos falassem de tudo, e pudessem ser liberais
Liberdade de expressão, não libertinagem
E acho que conseguimos fazer deste lugar 
Mais um cantinho de nossa vida
Onde sempre dedicamos um carinho
Um tempinho, um olá aos amigos, uma palavra de consolo 
Uma comemoração por algo de bom na vida dos participantes do blog
Ou mesmo uma comoção por algo triste que tenha acontecido do alguém 
Foram tantas as emoções, que eu vivi  que valeram e valem a pena
Todo tempo que passo aqui com todos vocês.
Obrigado por tudo e pelo carinho
E vamos lutando e seguindo por quanto tempo Deus quiser.
Parabéns a todos vocês que fazem este blog viver e acontecer.



terça-feira, 25 de outubro de 2011

JOVENS DESEJOS


Quando jovem o desejo faz parte da conquista.
Desejo por querer alcançar o inalcançável
E nisto o objetivo se perde de vista
Chegando às raias do imensurável.
Nessa idade não nos importamos com a crítica,
Abominamos qualquer coisa contrária à nossa vontade.
Nosso desejo é como uma peça acrílica
Pois é dura, mas oferece um visual de pura sensualidade.
Somos indiferentes ao perigo iminente.
O importante para essa idade
É viver perigosamente o presente
Aproveitando a todo vapor a mocidade.
Empurramos e trombamos sem medir os atos.
Encaramos os embeiçados com tranquilidade
Pois sabemos existir grandes hiatos
Entre os idosos e os impulsos da tenra idade.
No jovem arde, como chama, o desejo irrefreável
Querendo estar em todo lugar para festejar
A felicidade grandiosa e memorável
Fazendo tudo com volúpia e sem pestanejar.
Não somos pessoas comedidas.
Tudo vale por conta dos atos inesperados,
Tanto faz viver no claro ou às encondidas
E de preferência não nos chamem de quadrados.
A preocupação com o amanhã nunca aparecerá.
Devoramos com prazer o presente,
Não nos preocupamos com o: Que será? Que será?
Pois o pensamento no futuro estará ausente.
Para nós jovens é aqui e agora,
Ou então é, bola ou búrica.
Nosso falar é somente bora, bora!!!
E se possível sem cobranças a nos cobrir como túnica.

Acyr Gomes

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

SUGERIR NÃO PAGA IMPOSTOS E NEM FERE O CÓDIGO PENAL.








Pessoal . tenho inúmeros de defeitos . sou aérea , esquecida , mas algumas coisas que leio calam na minha alma e não consigo esquecer. Para me livrar dela preciso escrever.Só assim a ideia me abandona.Vi este banner no faceboock, o compartilhei ,mas mais do que isso  não consigo sobre ele parar de  pensar.E foram  vários e os  mais estarparfúdios  pensamentos ,que  tais como mlho de pipocavam , saltitavam na minha mente prontos para estourar.E , entre , eles um que sempre observo , tenho uma facilidade para analisar comportamentos ., mesmo sem ter cursado Filosofia do Comportamento. Vcs já repararam como aqueles que tem dinheiro. Dinheiro  que cobre as suas necessidades ,  o supefluo e ainda sobra tem dificuldade e noção para entender como o outro . Aquele que não ganha muito mais que os salário mínimo precisa recorrer a empréstimo. Como ele ,amparado pelo seu confortoe fartura , não entende e recrimina o descontrole de quem ganha pouco . E ainda  se espanta como o outro  não sabe administrar e viver dentro do seu orçamento , muitas vezes miseráveis.Pensando nisso , veio uma ideia . que deveria ser realizada pela Globo , um reality show que se bem bolado poderia ser patenteado e quem sabe vendido até para a Endemol. e que será um programa extremamente educativo para a maioria da população.Confinarimos em uma casa ou apto popular , desses construído e financiado pela Cohab ou órgão similar, os políticos de de maior  tempo na vida publica , e que ainda por uma questão de sorte e capacidade amealharam os maiores patrimónios por esses "brasis",Claro que  com suas famílias ( nada de genro ou nora , sogras ou netos) só a constituída pelo casal e os filhos dessa união.E durante 6 meses , assistiriamos e eles nos ensinariam a viver dignamente  com o atual salário minino previsto na Carta Magna ,isto é , na constituição Federal que nesse mesmo artigo ainda esclarece os itens e termos que orientam os valores à serem considerados na hora de fixa-lo.
 Ps; Que tal / Gostou da idéia ? Quem sabe tal sugestão chegue aos ouvidos do BO- BI ou às autoridades governamentais..

Mãe faz cada coisa...


"Mãe é aquele ser estranho, louco, capaz de heroísmos, dramas e breguices com a mesma fúria; paga mico, escreve carta para Papai Noel, se faz passar por fadinha do dente, coelho da páscoa, cuca, pede autógrafo para artistas deploráveis assiste a programas, peças, shows horríveis, revê milhares de vezes os mesmos desenhos animados, conta as mesmas histórias centenas de vezes, vai pra Disney e ADORA!
Mãe faz escândalo, tira satisfação com professor, berra em público, dá vexame, deixa a gente sem graça, compra briga; é espaçosa, barulhenta, tendenciosa, leoa, tiete, dona da gente. Mãe desperta extremos,ganas, irrita, enlouquece, mas... É mãe.
Mãe faz promessa, prestação, hora extra, pra que a gente tenha o que é preciso e o que sonha.
Mãe surta, passa dos limites, às vezes até bate, diz coisas duras; mãe pede desculpas, mortificada...
Mãe é um bicho doido, louco pela cria. Mãe é Visceral!
Mãe chora em apresentação de balé, em competição de natação, quando a filha menstrua pela primeira vez, quando dá o primeiro beijo, quando vê a filha apaixonada no casamento, no parto... Xinga todo e cada desgraçado que faz a filha sofrer, enlouquece esperando ela chegar da balada, arranca os cabelos diante da morte...
Mãe é uma espécie esquisita que se alterna entre fada e bruxa com um naturalidade espantosa. É competente no item culpa e insuperável no item ternura, mas pode ser virulenta, tem um lado B às vezes C, D, E...
Mãe é melosa, excessiva, obsessiva, repulsiva, comovente, histérica, mas não se é feliz sem uma.
Mãe é contrato: irrevogável, vitalício intransferível!
Mãe lê pensamento, tem premonição, sonhos estranhos. Conhece cara de choro, de gripe, de medo; entra sem bater, liga de madrugada, pede favor chato, palpita e implica com amigos, namorados, escolhas.
Mãe dá a roupa do corpo, tempo, dinheiro, conselho, cuidado, proteção. Mãe dá um jeito, dá nó,dá bronca, dá força.
Mãe cura cólica, porre, tristeza, pânico noturno, medos. Espanta monstros, pesadelos, bactérias mosquitos, perigos. Mãe tem intuição e é messiânica: Mãe salva. Mãe guarda tesouros, conta histórias e tece lembranças. Mãe é arquivo!
Mãe exagera, exaure, extrapola. Mãe transborda, inunda, transcende. Ama, desmama desarma, denota, manda, desmanda, desanda, demanda. Rumina o passado, remói dores, dá o troco, adora uma cobrança e um perdão lacrimoso.
Mãe abriga, afaga, alisa, lambe, conhece as batidas do nosso coração, o toque dos nossos dedos, as cores do nosso olhar e ouve música quando a gente ri. Mãe tem coração de mãe!
Mãe é pedra no caminho, é rumo; é pedra no sapato, é rocha; é drama mexicano, tragédia grega e comédia italiana; é o maior dos clássicos;é colo, cadeira de balanço e divã de terapeuta...
Mãe é madona-mia! É deus-me-acuda; é graças-a-deus; é mãezinha-do-céu, é mãe é minha-e-eu-mato-quando-quiser; é a que padece no paraíso enquanto nos inferniza...
Mãe é absurda e inexoravelmente para sempre e é uma só: não há Mistério maior! Só cabe uma mãe na vida de um filho (a)... e olhe lá! Às vezes, nem cabe inteira. Mãe é imensurável!
Mãe é saudade instalada desde o instante em que descobrimos a morte.
Mãe é eterna, não morre jamais. Bicho estranho, entranha, milagre, façanha, matriz, alma, carne viva, laço de sangue, flor da pele. Mãe é mãe, e faz cada coisa..."
(Texto de Hilda Lucas)

e-mail recebido de Jane

PERDOAR



Sempre invejei no bom sentido
Os que conseguem perdoar
Porque perdoar não é um ato
Que depende da vontade do querer
E não é fruto da razão
Racionalmente entendo que perdoar
Liberta o magoado ou ofendido
Faz mais bem a quem perdoa
Do que a quem quer ser perdoado
Mas infelizmente não depende da vontade
È todo um processo emocional.
E a maioria das vezes quem não perdoa
Não é porque não quer
Mas sim porque não consegue
Enfim , só perdoamos quando
A magoa sofrida cumpriu
seu périplo e se extingue.
Perdoar não implica em esquecer.
Feliz de quem já conseguiu perdoar.

 ps: texto inspirado em "AO PERDOARMOS"  de Luiz Alca de SantÁnna.

domingo, 23 de outubro de 2011

G I N A S T A S



Com graça, beleza e queixo empinado,
Elas pisam com a ponta de seus pequenos pés
O solo para mostrar seu reinado,
Sendo vigiadas pelas rivais, de viés.
Com desenvoltura e muita graciosidade
Fazem seus movimentos de pura magia,
Com alguns lentos e outros com velocidade
Deixando alguns, mais chegados, com taquicardia.
Com roupagens de rara beleza
E com seus cabelos em coques enfeitados,
Desfilam com movimentos de muita sutileza
Ante olhares pasmos e estatelados.
A bola parece estar colada na palma da mão,
Deixando todos os presentes sem fôlego.
Rolam, rodopiam e pulam parecendo um pião
Onde não há vez para o trôpego.
O sorriso franco e aberto não falta.
Os movimentos dos braços e mãos são constantes,
É como se estivéssemos sob a luz da ribalta,
Vendo verdadeiras ninfas tão deslumbrantes.
Somos despertados desse sonho belo e espetacular
Quando tudo pára ao terminar os movimentos.
Pudéssemos ficar olhando sem cessar
Curtindo as belas naqueles incríveis momentos.
Saindo orgulhosamente de cena,
Caminham levemente
Sobrando para nós, que pena,
As imagens que ficarão eternamente.

Acyr Gomes

terça-feira, 18 de outubro de 2011

A U S Ê N C I A



A ausência da coragem é a moradia do medo
O ânimo se afasta em veloz corrida
E a bravura não fará morada tão cedo
Deixando no ser uma enorme ferida.
O auso ficará devendo sua presença.
A fidúcia não baterá o ponto
Faltando a tão necessária crença,
É como afastar o Zorro do Tonto.
Perdido e trôpego no andar
Seguirá tremendo como a verde vara
Onde seu destino parece afundar
E a impavidez será coisa rara.
O abominável homem das neves virá sorrindo.
A barba da coragem não crescerá
Tudo, tudo parece findo
Onde a chama da salvação não propagará.
Mas tendo fé o Salvador virá
E com sua voz parecendo mil trovões
Chegará e te erguerá
Bastando que cumpra fielmente seus sermões.
Cresça e apareça, diz o ditado
E para tanto ela tem que dar as caras,
Não poderá ficar na moita só deitada
E sim sair de tão fortes amarras.

Acyr Gomes

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

MAS SERÁ QUE ME CURO?


volta e meia a gente precisa
precisa sim de um puxão de orelha
e não importa a idade ou a intenção
sempre cometemos nossos erros
que podem ser simples deslizes
e as vezes um " baita "escorregão
é como enfiar o pé na jaca
ou então chutar o pau da barraca
e a nossa sinceridade qdo dita
sou com atenuantes que a voz pode dar
mas qdo escrita elas se tornam duras
e sem intenção vc ofende e magoa
ultimamente acredito que ando errando a mão
será a idade?ou as circunstâncias do momento?
só pra vcs me entenderem
entrei em atrito com o meu irmão
que não gosta de emprestar seu carro
mas não titubeou em pedir uma caminhonete emprestada
e no meu modo de ver quem não gosta de emprestar
não deve usar desse expediente
porque pode ter que retribuir a gentileza
de outra vez foi com uma prima irmã
pra quem sempre emprestei tudo que me pedia
e sempre ajudei nas épocas magras da vida
mandei um recado dizendo
que teria que ficar dois meses sem andar
e como ela possui PC e notebook e o do Ric estava quebrado
solicitei que me cedesse o dela por um tempo
e o me magoou foi que nem uma resposta recebi
nem para saber o acidente ocorrido
e nem para inventar uma desculpa
sabe creio que estou sofrendo
uma crise de não- hipocresia
se tem curá eu não sei?
uma outra vez toquei na porta da vizinha
porque soube que passou mal durante a noite
e como mora sozinha ,chamou um táxi , f
oi para o PS e ficou internada
qdo voltou fui perguntar como estava
e não tive dedos fui logo dizendo
nós não somos amigas somos apenas vizinhas
mas vamos combinar então
se eu passar mal peço socorro pra vc
e o mesmo se ocorrer com vc
mas pergunto eu agora,
era necessário dizer que não a considerava amiga
e nesse surto de sinceridade
creio que andei magoando pessoas
frequentadores do echo e do nosso blog
e aos atingidos espero que entendam
e não me levem tão a sério
e as palavras que parecem duras
leiam, com a intonação
de uma meiga e doce velhinha.
Mas será que eu me curo?

domingo, 16 de outubro de 2011

ENTRANDO NUMA FRIA


O erudito em mentiras entrou numa fria.

O gênio no calcular vai rebolar.

O analfabeto do NÓS tá na maior caloria,

Pois irá se defrontar com a justiça do lar.

O fazedor de bonecos se escafedeu,

E até a sua matriarca Gema, virou um mísero omelete.

Se considerava intangível das suas "pegadas", mas desfaleceu,

Onde seu mundo de fantasias virou um pequeno tablete.

Vestiu-se de ovelha, mas deixou as unhas de fora

E querendo dar uma de garanhão

Comeu. mas a comida tá dizendo: "Bora,

Tens que pagar pensão pelo ato da fornicação".

Caíu no laço da trambiqueira

Dando a maior bobeira.

Agora, é arcar com o prejuizo

E ter que acertar as contas em juizo.

Literalmente pagou o pato.

Deixou-se embalar pelo canto da sereia

E está desmoronando igual castelo de areia.

Recentemente tá querendo tirar o coelho da cartola,

Mas, surpresa!!! Sairá dali um par de algemas

Que se fechará nas asas desse pato boiola.

Dando fim aos seus estratagemas.

Da escalada desse ser tão desprezível

Só restará para seu mundo cão,

Lembranças de uma vida cruel e terrível

Penetrandp-lhe como um destruidor arpão.

Acyr Gomes

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Sozinhos.....




Amigo, hoje eu tive a consciência que ;
Quanto mais o tempo passa, mais ficamos sós;
Não tem filho, nem amigo, não tem mãe e nem pai;
Vamos a passos largos para o final sozinhos
E como é duro aceitar ir aos poucos bem devagarzinho
Ver chegando nosso fim, assim como chegamos a este mundo;
Toda a luta todo o amor, sei lá tudo, parece que foi meio em vão
Talvez não vamos ver nesta dimensão nossos esforços
E não é só comigo que isto acontece;
Tenho a nítida impressão que todos acabam assim
Uns mais sozinhos que outros talvez
Mas sempre a solidão vai nos acompanhar até nosso fim
Hoje me senti assim só diante de tantos, e fiquei com medo do futuro
Fiquei com medo de acabar sozinha, abandonada, será isto normal ?
Com toda nossa experiência e sabedoria, de que adianta tudo isto
Se na hora que mais vamos precisar estaremos sozinhos

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

JOANA , a vencedora

Não foi como eu queria .,,
.mas confesso que minhas razões eram
emocionais e não racionais....
mas é bom lembrar sempre que um reality show ..
não é edição de caridade ...
ganha quem merece e não quem  precisa...
A vitória de Joana foi justa como seria
se fosse a  Monique ..
.Já o terceiro lugar foi
contemplada pelo fator sorte....
Nas roças nas quais Raquel participou
ela não  foi escolhida para ficar  e
e sim seu oponente foi escolhido
para sair..mas isso pode ocorrer
da mesma forma que a proteção
dada a Valesca a prejudicou
Não estar na  roça porque
se salvou na prova do Fazendeiro
ou foi protegida , sem pedir  claro
pelo grupo .....por ver nela uma pessoa
do bem,....só demonstrou o qto essas
mulheres frutas são descriminadas
e olhadas com preconceito..
e o tal preconceito não é omitido
é impressionante como os próprios
participantes num rompante de sinceridade
revelam à mulher-fruta a sua surpresa
pelo seu jeito de ser..
Não sei quem colocaria em terceiro lugar
Talvez fosse mais justo o Gui ou Marlon
Mas Gui errou a mão , qdo pegou pesado,
acreditando que isso agradava em geral,
creio que foi deliberado ,,,já que suas raízes
cresceram em programa de criticas e deboches
Mion não é comediante se sim um critica que
usa da piada para criticar.....e é mordaz .
Marlon se ficasse em terceiro não seria
uma decepção ..ganharia o bom moço.
Como disse Joana o rapaz que todas
as mulheres querem para genro.
Realmente a minha preferência era a Monique
por razões puramente emocionais
não ignorando que se fez presente no jogo
Mas pensando no após jogo.
Joana levante esse dinheiro trabalhando
Posa novamente pra Play Boy agora
por ela mesma e não por ser  ex
de alguém ...Raquel vai ter a oportunidade
de se livrara da surfistinha e viver e traballhar
como ela mesma....Já para Titia a vida
será mais difícil...no que espero estar errada
somente em razão disso minha torcida
para que ela levasse os dois milhões.
Porém a maioria não quis e não entendeu assim
Portanto meu respeitos à  decisão da  maioria.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

REFLEXÃO





No dia a dia as nossa ações precisam de cautela
Porque sem o cuidado devido
Tudo pode ir para dentro da panela
Ficando difícil mastigar o que foi cozido.
Devemos pensar uma, duas e até três vezes
No que estamos prestes a decidir,
E mesmo assin tem ocasiões de ter sérios revezes
Que nos força a tudo engolir.
Não podemos fazer a barba antes dela aparecer,
Mas devemos ter à mão o aparelho para futuramente usar,
Isto chamamos se precaver
Para não ficar vendo o leite derramar.
Andar no escuro tá arriscado pisar em baratas,
Ou muito pior é cair num precipício,
E aí não mais daremos as cartas
Ficando sujeitos ao sacrifício.
Devemos, com efeito, olhar o porvir
Onde a cautela nos faz encarar no final do dia,
Não a cama incômoda de um faquir,
Mas um leito de plumas com uma companhia sadia.
Precisamos andar no prumo da prudência
Para não perder o necessário equilíbrio,
Onde o siso tem que fazer eterna residência
Para mantermos o tão precioso brio.
Administrar tudo isto é complicado,
Mas a fé NELE não deverá estar ausente
Pois o fardo ficará menos pesado
E o destino final será um grande presente.

Acyr Gomes

sábado, 8 de outubro de 2011

NQN's


Sinto a necessidade de ser útil.
A ineficiência me apavora
E o desserviço para mim é fútil
Onde o luxo do fazer está comigo aqui e agora.
O benefício disto são as amizades,
São os frutos necessários
Para uma vida cheia de qualidades
Procurando não cultivar adversários.
O trabalho dignifica
Quero ser eternamente improfícuo para a preguiça.
Em mim o tempo perdido não personifica
Porque não sou daqueles de encher linguiça.
O carvão da vagabundagem não virará brasa,
Permenecerá sempre com a ausência de cor
Pois o NQN só tem asa
Para voar para bem longe onde há trabalhador.
Com a Graça DELE nunca estarei vencido para o labor.
Hastearei sempre a bandeira da vitória,
Pois o trabalho é o meu necessário penhor
Nesta caminhada peremptória.
Vem quente que estou fervendo,
Digo para o trabalho
E a preguiça já tá sabendo
Para seguir por outro insignificante atalho..
De muquirana andamos rodeados
E essa mistura de ociosos
Forma um batalhão de desocupados
Vivendo à sombra junto aos indecorosos.

Acyr Gomes

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

A grande FINAL

Creio quem muitos como eu colocaria a Raquel em quarto lugar. Mas a sorte ou a eficiência
 à favoreceu e está entre as três finalistas.Raquel é preguiçosa e se movimenta em situações
de perigo , isto é sob ameaça . Isto não é critica é constatação.( Caetano Veloso se classifica
como preguiçoso com toda aquela criatividade) .Talvez a vida esteja proporcionando à ela
a oportunidade de se desligar definitivamente da imagem de Bruna Surfistinha e passe a viver
sómente como RP. Ela que aproveite.!
Com isso a disputa esta sendo travada entre ME X JP X VP. Parece que Monique está
correndo por fora , ficará na casa , e a disputa está sendo travada entre Joana e Valesca.
 Dai vencerá um dos valores ( boazinha X esquentadinha)  porque em algum modo de ser
são completamente opostas.
Valesca é fechada qto à sua vida privada , ( será ela casada ou não como noticiaram?)
de fácil convívio , não toma as dores de ninguém , é a boazinha , amiga de todos ,
apaziguadora ,  guerreira , trabaladeira , colaboradora  mas pouco se posicionou no jogo ,
foi protegida pelos grupos e além disso teve o fator sorte qdo corria o risco de ir para à roça.
Joana é extrovertida qto à sua vida privada , falou de seus amores e desamores, de suas mazelas enqto namorada do Imperador ( Adriano) ., chorou por ele embora esteja (?) namorando alguém aki fora , se encantou (?) com JK  e deu à ele esperanças , brigou por ela e pelos outros , não aceita injustiças ( qdo  considera que foi cometida) , fala o que pensa ( não pondera nada no consciente) age como que por impulso , não evita confrontos , não é apaziguadora , de uma sinceridade agressiva , e nisso tudo difere de Valesca . E se igualam qdo se trata de luta ,é guerreira , trabalhadora e como a opositora jogou , aproximava-se de quem interessava e mudava  os seus critérios de valores com o passar do tempo e com o "andar de carruagem ". (durante a maior parte do tempo dessa  edição valorizava o posicionamento , o sair de cima do muro , o de se não  fazer amigo de todos e agora na final passou a valorizar a colaboração e o trabalho).E parece  que a disputa está entre os perfis : Boazinha X Briguenta .
Vamos aguardar p/ ver!

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Muheres unidas ?

Quem é Monique?
Não sei quem é mas vou dizer como a vejo.Uma estrela em queda.Como qlq ser  humano viveu as fases de ascensão , apogeu e agora vive a queda.E , principalmente ela que se valeu do corpo e da beleza para trabalhar e ganhar dinheiro.Não sinto que ela sofra de depressão mas sim de melancolia.Por não poder ansiar e continuar vivendo como viveu. Hoje é uma senhora , bonita e em forma e conforme reconheceram seus companheiros da Fazenda. Mas deixou de ser o símbolo sexual e de despertar o desejo dos homens como no passado.
E ,não se preparou para isso em todos os sentidos pelo que ela fala.
Sente-se como uma laranja doce saborosa que foi chupada , espremida.e que dela tiram o melhor e agora só restou o bagaço.
Apegou -se na casa a Raquel por acreditar que ali ela era a única para quem poderia se tornar importante e necessária .Desempenhando o papel de mãe. O mesmo tentou com Thiago.
Sente-se solitária o que é muito diferente de estar só.Ela está só porque seus filhos levantaram voo.. O que è normal.Os pais precisam ter consciência, de que criam os seus filhos para o mundo.E que ao serem concebidos só um dos lados assume o compromisso e a responsabilidade de criar e prover.E os filhos não foram consultados e nenhum acordo estabelecido.Essa de que os filhos devem aos pais não tem sentido.Os filhos podem ter consideração pelos pais mas nunca a obrigação e o dever de tomar conta ,prover enfim retribuir o que recebeu.
ME não se preparou para essa fase da vida . Todo ser humano´precisa criar opções de vida independente de filhos ou maridos. Para evitar se tornar um peso ou um satélite em torno de alguém. Aquele pai que cobra visita , telefonemas , atenção e quer participar como um apêndice do núcleo familiar que o filho estabelece.Cada um deve conviver com o seu igual . Com os da sua idade e ter lazer e ocupações só suas independentes dos filhos.A felicidade não está no outro. Ser ou estar feliz só depende de vc. Não jogue nas costas dos outros uma responsabilidade que é só sua. ME reclama a falta de um companheiro como se com ele ela se tornasse feliz , Nada a ver.
Reclama da ausência de uma aposentadoria. Acredito que ela se não a tem foi por ignorância ou imprevidência . Desde que o regime de trabalho foi regulamentado no Brasil ( fato que a minha falecida avó ,que veio de Portugal para o Brasil no começo do século passado atribuía à Getúlio Vargas que
embora ditador teve durante muitos anos a sua foto na parede de sua casa ) existiam muitas formas de contribuição p/ aposentadoria  pelo INSS , que embora pequena ainda é importante para todos.
Mas ME não perdoou Valesca..No seu retorno da roça , derrotando o último peão ainda presente ,Marlom, não perdeu a chance de alfinetar a Popozuda cujo discurso de indicação não engoliu.
Já Raquel não sente por ME o mesmo que ela..Raquel aceitou a atenção e se percebeu alguma vantagem não sei . Mas RP   não foi leal a ME , como esta foi com ela. Falou sim nas suas costas e algumas  vezes
demonstrava cansaço pela sua companhia.
Até agora RP é uma incógnita pra mim,Se abriu sobre o que já é publico . Sobre o que já foi publicado mas não mostrou quem é. Da mesma forma que Valesca, que se mostrou uma formiguinha , lembrei da tanajura , mas pouco se abriu e continuou sem se posicionar até agora.Dizer que não se influenciou na indicação da ME é mentira.Comprou e muito a ideia de Joana e Marlon que os três seriam os merecedores de concorrer
na final.
Joana joga , aproxima -se de quem interessa. Ante a saída de ME aliou-se ao Marlon da mesma forma que RP se aliou a Popozuda e ME ficou sim isolada não acreditavam na volta da Titia,.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

V I A G E M



Saindo da selva de pedras erguidas
Fomos dar de cara com a outra de matos e árvores.
Pudéssemos sempre usufruir dessas naturais guaridas
Fugindo dos tormentantes cárceres.
Ao longe vemos as serras nos tons azuis gélidos,
Onde o seco nevoeiro faz sua morada bem cedo.
A vontade de chegar nos faz andar bem lépidos
Mesmo sabendo do perigo de encontrar algum mancebo.
Casebres cujas caiações já desapareceram com perdas,
Nos oferecem uma visão instantânea do desleixo,
Com alguns moeirões sustentadores de cercas
Arriados, deixando espaços onde animais metem o queixo.
Vez por outra encontramos os pequeninos garnizés
Que juntos com os da raça rhodes deixam visões em vermelhos.
Cruzando com outros motorizados
Nuvens de pó invadem o espaço do carro,
Depositando no revestimento de aço finos bronzeados,
Que servirão como quadro para palavras de sarro.
Na selva de pedra, reluzentes carros trafegam
Com suas máquinas de vários cavalos.
Na outra floresta as carroças se negam
De serem camandadas por vassalos.
De repente, abre-se uma clareira
Onde bem no meio um abrigo lindo
E quando finalmente pisamos na soleira
Pulamos de alegria com o deslocamento findo.

Acyr Gomes



sábado, 1 de outubro de 2011

Próxima Roça : Joana ou Marlon X Monique X Raquel...tudo leva a crer.....

Arruda acredita que ainda terá mais um Fazendeiro nessa edição....pelo que entendi Valesca é a última a indicar nesse domingo após o desafio semanal quando o vencedor ganhará imunidade o perdedor irá direto pra roça...como já vinha acontecendo....Valesca até agora não se posicionou ..que eu tenha visto...se vi continuar no esquema de mandar um homem....mas já falou assim como a Raquel que votariam na Joana....sem qlq dúvida...creio que neste desafio devem participar os quatro peões ....excluindo a Fazendeira..numa prova entre JM, M., RP e ME...claro que Joana e Marlon são os ´possíveis vencedores,,,a não ser que seja somente de sorte e não exija nenhuma habilidade...com isso deve ir pra roça Monique ou Raquel ....a Fazendeira deve indicar entre dois e para casa só sobra o quinto....desnecessária a votação...a previsão é JP ou Marlon pela fazendeira e Raquel e Monique pelo desafio....
Vamos ver se acerto !

QUEM PLANTA COLHE


Durante muito tempo fizeram a farra,

E por um longo período tripudiaram.

Em ajuntamentos fizeram algazarra

Rindo daquela que tantas vezes os ajudaram.

Sem revide ela foi à luta.

Sem responder procurou vencar os obstáculos,

Largou àquela família fajuta

Que queria aprisioná-la com seus tentáculos.

Violências verbais foram uma constante.

Até de louca a chamaram,

Mas ela se manteve distante

Da enxurrada de besteiras que vomitaram.

Quem abrolhos semeia, colhe espinhos.

Quem com ferro fere, com ferro será ferido.

Ditados que agora servem inteirinhos

Prá esse crápula que só tem traído.

A Lei de Talião tá chegando para o pato,

É uma espécie de castigo/espelho,

Agora ele irá comer o que colocarem no prato,

E então veremos como se sairá com a família coelho.

O dinheiro lhe deu força e poder,

Mas o seu domínio sobre ela não fincou estaca.

Sua única meta era doa a quem doer,

Mas a Diva saiu fora e agora seu sucesso se destaca.

Com punhos de ferro ELE faz a justiça.

O tirano está com seus dias no terminal,

Só lhe resta agora, é colher a hortaliça

Junto com seu amado no quintal.



Acyr Gomes

livefyre

JOGUINHO DAS BOLINHAS

Para se cadastrar no shoutbox

Esta é a URL no seu shoutbox:
http://NoeBengala.freeshoutbox.net/
Dar este endereço para seus amigos e começar a conversar

Shoutbox