Nó Cego e Bengala de Cego

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

MINHA MÃE









Joaquim Coelho Filho (Dr. Quito)
— “Reza, meu filho, reza!” — a voz pedia,
entre beijos e beijos. E eu rezava.
Pela janela, meio aberta, entrava,
vestida de luar, a noite fria.
— “Por teus irmãos, teu pai: Ave, Maria!...”
A cabecita loira vacilava
como uma rosa sobre uma haste esguia.
— “Que sono que ele tem!” — dizia a voz
de minha mãe. — “Mas que será de nós
se não orarmos por um mundo assim?”
E eu até hoje vivo me indagando
por que rezava às outras santas, quando
estava minha mãe ao pé de mim...

Enviado por Jane.

livefyre

JOGUINHO DAS BOLINHAS

Para se cadastrar no shoutbox

Esta é a URL no seu shoutbox:
http://NoeBengala.freeshoutbox.net/
Dar este endereço para seus amigos e começar a conversar

Shoutbox