Nó Cego e Bengala de Cego

sexta-feira, 27 de abril de 2012

V E R D A D E S




É fácil a pessoa falar de si,
Difícil é aceitar críticas que escuta por aí.
Seu império pessoal cresce com seu vangloriar,
E sofre uma implosão quando ouve gente à malhar.
Em muitos casos desconhece a vergonha
E o cupido da mentira atinge sua entranha.
Suas vestes ricas e brilhantes, quando no auge da fama,
Viram tiras na derrota e tudo se torna uma fétida lama.
Agora, sua insensatez atinge os céus
E tenta cobrir a falta de vergonha com levíssimos véus.
A chuva da verdade nua e crua, vem fazer a limpeza
Tentando voltar tudo à nobreza.
Tenta secar com serragem a água que corre escura,
Pois o escoamento do líquido grosso entupiu o ralo.
Agora, acabou a enorme frescura
Restando frear seu imundo embalo.
Caíu do seu pedestal num verdeiro arrastão.
Do líquido da glória, só resta a difamação.
A esteira está estendida para recebe-lo
Podendo deitar para que se faça seu cabelo.

Acyr Gomes


http://js-kit.com/api/static/pop_comments?ref=http%3A%2F%2Fncego.blogspot.com%2F&title=N%C3%93%20CEGO%20E%20BENGALA%20DE%20CEGO&path=%2F&standalone=no&scoring=yes&backwards=no&sort=date&thread=yes&permalink=http%3A%2F%2Fncego.blogspot.com%2F&skin=echo&smiles=no&editable=no&thread-title=Echo&popup-title=N%C3%B3%20Cego%20e%20Bengala%20de%20Cego&page-title=N%C3%93%20CEGO%20E%20BENGALA%20DE%20CEGO



livefyre

JOGUINHO DAS BOLINHAS

Para se cadastrar no shoutbox

Esta é a URL no seu shoutbox:
http://NoeBengala.freeshoutbox.net/
Dar este endereço para seus amigos e começar a conversar

Shoutbox