Nó Cego e Bengala de Cego

sábado, 29 de novembro de 2008

Mudança

sonhei um sonho sonhado
muitas vezes até acordado
que a chuva era abundante
e os açudes de tanto em tanto
a todo o povo atendia
e com a água em abundância
plantando tudo crescia
era um colorido lindo
tinha cor pra todo gosto
e comida pra todo o povo
era só erguer o braço
e do pé recolher
pra "mordes" aki comer
não tinha mais menino magro
até já nasciam parrudinhos
e a tal da mortalidade
nem mais dela se ouvia
os nascidos aki ficavam
ninguém mais se despedia
as cartas se tornaram raras
e no correio até se dormia
e claro que com a fartura
veio a tal da bonança
sobrava penicilina
vacinas e outras drogas
que a vida prolongava
e bem estar trazia
êita sonho mais que bom
me sentia no paraíso
dos políticos nem te falo
eram só os dedicados
e da população cuidavam
queriam ver todos sorrindo
importaram um tal dotô
que era um milagreiro
dos dentes das crianças cuidava
e sei lá o que usava
que nunca mais caiam
e dos adultos então
cada um com o seu sorriso
guardavam a noite no copo
mas ostentavam de dia
enfim era uma beleza
foi então que despertei
com um galo que não existia
tomei o café que não tinha
comi o pão que imaginei
peguei uma trouxa maltrapilha
fui ao encontro da esperança
em cima de um caminhão
eu e nem sei qtos mais
gente feia e sofrida
empuleirada como dava
viajamos com esperança
essa que nos faz viver
de que em outras terras
têm akilo pra nós viver

livefyre

JOGUINHO DAS BOLINHAS

Para se cadastrar no shoutbox

Esta é a URL no seu shoutbox:
http://NoeBengala.freeshoutbox.net/
Dar este endereço para seus amigos e começar a conversar

Shoutbox